Blog

Você sabe se seu filho está desenvolvendo de forma correta? Ligado na Saúde

Você sabe se seu filho está desenvolvendo de forma correta?

Data de publicação: 27/02/2018 00:00:00
Categoria: Curiosiodades
  • Compartilhar:

Desenvolvimento infantil – os marcos dos primeiros anos de vida


Os primeiros três anos da vida de uma criança proporcionam momentos emocionantes e cheios de mudanças rápidas. Habilidades motoras, sociais e linguísticas evoluem, gerando diferentes marcos na vida de uma criança. "Esses marcos são apenas diretrizes para se acompanhar o desenvolvimento infantil, no entanto, cada criança é diferente", diz Melissa Parsons, pediatra da faculdade de medicina da Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos. "É importante não exagerarmos na comparação de uma criança com a outra. Esses marcos podem variar de criança para criança”.

Veja a seguir a linha temporal de acontecimentos que acompanham o desenvolvimento da criança.


1- Engatinhar e rabiscar aos 12 meses

Aos 12 meses, a maioria dos bebês já triplicou o peso que tinham ao nascer e estão começando a se levantar sozinhos. Engatinhar pela casa não é problema e eles já conseguem caminhar com alguma ajuda. Os marcos de desenvolvimento das crianças de 12 meses incluem, conseguir bater dois objetos e poder sentar-se sem ajuda. "Em termos de habilidades motoras, a maioria das crianças de 1 ano já conseguem rabiscar usando um lápis. Em termos sociais, um marco importante seria a capacidade de apontar com o dedo para indicar desejos", diz a Dra. Melissa Parsons.


2- Andar sozinho aos 15 meses

"Etapas importantes no desenvolvimento da criança aos 15 meses incluem, caminhar sem ajuda, brincar com jogos interativos e rolar uma bola para frente e para trás", observa Parsons. Podemos ainda ressaltar, que nessa fase a criança consegue sentar-se e permanecer parada por mais tempo em uma mesma posição, agachar-se e empurrar ou puxar brinquedos ao redor da casa.

Nesta idade, as crianças conseguem acenar para dar tchau, passar as páginas em um livro e apanhar vários objetos de uma vez. Algumas crianças pequenas podem até se curvar e pegar um brinquedo sem perder o equilíbrio.


3- Correr aos 18 meses

"De um modo geral, a maioria das crianças já consegue correr aos 18 meses. Os marcos sociais incluem a possibilidade de imitar as atividades dos pais e irmãos", diz Parsons. A corrida ainda pode ser um tanto desajeitada, e elas ainda caem com frequência.


4- Chutar objetos e início dos ensinamentos para se usar o penico ou vazo sanitário aos 24 meses

" Aos 2 anos, a maioria das crianças já possui coordenação suficiente para chutar uma bola com os pés", diz Parsons. Caminhar normalmente não deve ser um problema a essa altura. A criança está apta para abrir maçanetas e tirar algumas peças de roupa de seu próprio corpo. Esta é a idade em que a maioria das crianças está pronta para iniciar o aprendizado para usar o penico ou vaso sanitário.

Aos 2 anos de idade, a maioria das crianças já alcançaram quase a metade da altura que terão quando adultas. Em média, antes dos 3 anos de idade, um menino tem aproximadamente 96 cm de altura e pesa cerca de 15 kg. Enquanto as meninas da mesma idade, geralmente são menores e mais leves.

Mas, é claro que não podemos ser tão simplistas assim, fatores como puberdade antecipada – mais comum nas meninas, puberdade atrasada – mais comum nos meninos, herança genética e alimentação adequada, podem alterar essa evolução.


5- Pular aos 30 meses

"Na idade de 2 anos e meio, a maior parte das crianças já consegue pular. Em termos de habilidades motoras finas, a maioria consegue desenhar uma linha vertical", observa Parsons. Outros desenvolvimentos a serem observados nessa fase incluem a continuação do aprendizado para usar o penico (com alguns possíveis acidentes), as primeiras aventuras em um triciclo, ser capaz de se agachar para tomar impulso, e se vestir, mas, ainda precisando de alguma ajuda.

É também nesta fase que começam as primeiras “pirraças” e que se começa a ouvir frequentemente da boca da criança a palavra “não”.


6- Melhora considerável da coordenação motora aos 36 meses

"Uma criança consegue jogar uma bola com as mãos depois dos 3 anos, e a maioria está apta a desenhar um círculo", diz Parsons. Aos 3 anos, a criança já possui um equilíbrio mais considerável e tem todos os 20 dentes primários. As tentativas para usar o penico devem estar apresentando melhores resultados, o triciclo não deve mais ser problema, tampouco subir e descer as escadas com passos alternados.

Nesta idade, a criança tem habilidade o suficiente para ajudar com algumas tarefas básicas da casa como: arrumar a mochila da escola, recolher objetos pela casa e os organizar dentro de um armário ou caixa —como por exemplo os brinquedos espalhados no chão. Sempre com a supervisão de um adulto, claro!


7- Marcos da linguagem

"Os marcos da linguagem podem ser bastante diferentes entre as crianças, mas, sugerimos três palavras durante os primeiros 15 meses e frases de duas palavras até os dois anos. Frases como ”eu vou "," mais leite "ou" eu quero ". A maioria das palavras se tornam compreensíveis até os 2 anos de idade.

A maioria das crianças deve ser capaz de seguir alguns comandos por volta dos 18 meses e nomear objetos e pessoas em fotos e desenhos aos 3 anos ", explica. Parsons. Aos 3 anos, seu filho deve ter um vocabulário de algumas centenas de palavras.


8- A verdade sobre o desenvolvimento das crianças

Os marcos da criança, são medidas importantes para que os pais acompanhem o desenvolvimento de seus filhos. Lembre-se de que o fato de uma criança alcançar um marco mais cedo ou mais tarde não é uma indicação de brilhantismo e nem de uma deficiência. O mais importante é observar um progresso constante.

As crianças que nasceram prematuras podem chegar aos marcos um pouco mais tarde, e algumas crianças podem passar por períodos de regressão por razões emocionais. "Se você está preocupado com o desenvolvimento do seu filho, discuta com seu pediatra, pois na maioria das vezes ele irá tranquilizá-lo", aconselha Parsons.

Tradutor e redator: Gabriel Pinho
Revisão: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim

Fontes:
Everyday Health
Revista Crescer
babycenter