Blog

Tendências de alimentação saudável para 2018

Tendências de alimentação saudável para 2018

Data de publicação: 16/01/2018 16:49:00
Categoria: Dieta e Saúde
  • Compartilhar:
Além de produtos saudáveis, cada vez mais as pessoas estão buscando por praticidade na alimentação. Em 2017, alimentar de modo saudável deixou de ser uma novidade e passou a ser um estilo de vida. Segundo nutricionistas, essa tendência será aprimorada de várias formas em 2018.

Por essa razão, o setor da saúde e a indústria alimentícia estão trabalhando para ofertar novos tipos de alimentos para a população. Tornar os produtos alimentícios mais atrativos através de embalagens que tire a impressão de que os mesmos só estão presentes em dietas torturantes. Ou seja, o foco do momento é levar para o mercado alimentos que façam o consumidor comer bem e com prazer.

Veja abaixo alguns alimentos que serão tendências em 2018:


1- Alimentos sem alérgenos como trigo, produtos lácteos, ovos e nozes
Muitos fabricantes de alimentos estão criando produtos livres dos principais alérgenos como o trigo, produtos lácteos, ovos e nozes. Você encontrará até gotas de chocolate sem qualquer tipo de substância láctea.

2- Gorduras saudáveis, como abacate, azeitonas e nozes
Gorduras saudáveis para o coração como as do abacate, azeitonas e nozes se tornaram populares em 2017 - afinal, além de seus benefícios para a saúde, elas prolongam a sensação de saciedade, permitindo melhor controle da quantidade do que se come durante o dia.
Os especialistas dizem que as gorduras saudáveis continuarão a ganhar popularidade em 2018, pois as pessoas de um modo geral estão compreendendo cada vez mais que nem toda gordura faz mal. Além disso, os nutricionistas observaram que há benefícios adicionais para o coração em consumir nozes, azeitonas e óleos saudáveis, e acrescentam a capacidade desses alimentos ajudarem na redução da gordura abdominal.

3- Alimentos à base de plantas, como produtos lácteos, nozes e chips de raiz-vegetais
Espere ver uma grande quantidade de produtos lácteos à base de plantas em 2018 (leite, iogurte e queijo feito de castanha de caju, amêndoas e outras nozes), bem como pizza congelada de couve-flor, batatas fritas e tortilhas derivadas de vegetais de raiz, como a batata-doce.
Uma dieta rica em proteínas baseadas em plantas podem trazer inúmeros benéficos para a saúde, como menor peso corporal, menor pressão arterial e níveis mais baixos de colesterol, quando comparado com as proteínas de origem animal. No entanto, quando se trata dos chips de legumes, é importante estar atento ao teor de sódio contido na embalagem.

4- Pétalas de flores em sucos, chás, vitaminas e águas
As flores comestíveis são antigas no mundo culinário, mas durante este ano espere ver novas misturas para sucos, vitaminas, chás e águas.

5- Refeições rápidas reformuladas
Alimentos congelados, macarrões e sopas instantâneas tem passado por uma reformulação geral. Não é novidade que esses alimentos podem causar danos à saúde devido ao elevado teor de sódio, mas, novas formulas e receitas tem sido criadas para atender aos consumidores que buscam alimentos mais saudáveis.

6- Proteína portátil para quem precisa de energia extra durante um expediente corrido
As pessoas vêm se acostumado a fazer pequenos lanches ao longo do dia. Muitas destas refeições são feitas à base de proteínas. Hoje é possível encontrar no mercado, ovos cozidos embalados individualmente, novas variedades de queijo cottage, iogurtes, mini potes de caldo de mocotó, entre outros alimentos embalados em pequenas porções.

7- Ingredientes em pó para alimentos variados
Talvez você já tenha ouvido falar em manteiga de amendoim em pó. Em 2018, vários outros tipos de alimentos em pó chegarão ao mercado, desde o mais puro pó de proteína (pense em ovos inteiros em pó e claras de ovos em pó) e cacau em pó não adoçado.

8- Probióticos para melhorar a saúde intestinal e, possivelmente, reduzir o risco de doenças
Os probióticos são bactérias amigáveis que ajudama manter o intestino saudável. Você verá cada vez mais probióticos presentes nos alimentos. Algumas empresas já estão adicionando probióticos a alimentos como tortilhas e outros tipos de massas e essa tendência deve só crescer.

Traduzido por: Gabriel Pinho
Revisado por: Paula Ávila

Traduzido de: Everyday Health